RSS

Um Brasil de abusos

14 jan

Existem vários estereótipos, quando queremos definir um japonês, logo descrevemos um pequeno rapaz, com rosto de outros milhões, andando predestinado, fazendo coisas “estranhas” e qualquer coisa que “japas” façam. Americano é aquele obeso, amante da violência e de carros potentes(esse último eu amo), super conservador, um redneck. E o brasileiro? É simplesmente aquele folgado, adora usar suas artimanhas para chegar aonde quer, preguiçoso mas alegre. É, só brasileiro é alegre.

Seria sim legítimo esse rótulo. Vivemos em um país de abusos e mais abusos. Desde o indivíduo da mais baixa classe, até o de maior importância, tanto política quanto econômica. Tomar uma dose de Brasil é complicado, é um drink muito amargo, imagine só.

Comece imaginando a sua destreza ao enfrentar nosso trânsito, com tantos imprudentes, alguns por ignorância das leis e outros por obsessão de chegar rápido. Existem ainda os que se sentem os deuses da rua… É um show de horrores. Agora você chega no banco, observa alguém tomar o seu lugar na fila, porque o banco não se preocupa com modernização mas te faz esperar 40 minutos para pagar uma mísera conta. Essa conta tem impostos altíssimos. São o alimento dessa gigante máquina estatal, defasada e lenta.

Lembre-se da conta, é de luz, agora você vai para a sua casa torcendo para ter energia elétrica. Se tiver sorte vai poder ligar a televisão e ver o caso do Mensalão(só ele, porque só existe o PT), várias mortes e assassinatos. É um bom conteúdo para o seu descanso. Sim, você descansa, 6 horas de sono é o suficiente para a sua rotina de 12 horas no trabalho/carro.

Se na sua própria rotina, você conseguiu destacar tantos abusos, agora olhe para a cena política. O STF tenta fazer justiça com as próprias mãos, passando por cima da Constituição Federal, quer condernar sem provas. Interessante é que tantos não foram condenados, mesmo não tendo provas contra. Hoje é preciso provar a sua inocência. Virou um julgamento poítico. Uma crise institucional. Abuso.

O Legislativo junto com o Executivo de alguns estados ou municípios, só aumentam seus salários, bem acima da inflação. Sim eles perderam poder de compra, nós vamos receber nosso aumento para compensar mas não seria a hora de, acabar com esses salários absurdos? Bastariam não aumentar a cada ano. Não representam o povo e sim quem os apoiou, quem os financiou. Se venderam sem a nossa permissão. Abuso.

Os meios de informação usam seu poder para intrometer na política. É fácil perceber a perseguição à esquerda brasileira e o amor aos direitistas. Colocaram Collor no poder e retiraram. Manipulam sem preocupação com a nação. Abuso.

E a polícia? Se auto intitulam juízes da vida, eles setenciam a morte. Não existe recuperação, são todos iguais, são lixos e devem morrer, é o que dizem. As pessoas que defendem isso, estão abusando, concedendo um poder acima do normal. Deve existir o equilíbrio entre forças em um Estado. Você que hoje é contra leis que te defendem, os direitos humanos, é porque ainda não os viu sendo violados, de forma mais explícita. Espere e verá.

A igreja, na forma dos pentecostais e católicos, agrariam fortunas encima dos mais necessitados, não pagam impostos e tentam impor seu modo de pensar na sociedade. Interferem cada vez mais na política. Querem uma teocracia. Não aceitam críticas porque isso é “intolerância religiosa”. Abuso.

E você? Abusa?

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 14 de janeiro de 2013 em Artigo

 

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: