RSS

Oposição à moda brasileira

03 abr

O título explicaria muito bem todo o texto, sem complemento, separando os termos temos: “oposição” ato de se opor, a velha briga entre partido no poder(esq.) e o não(dir.); (à moda brasileira) locução adverbial de modo, como adjetivo “brasileira”. Reflita você qual seria essa moda brasileira…

No ideal democrática, do governo de todos, da ditadura da maioria, o conflito é inerente e tem suas bonanças e maldades. O debate lógico acerca dos métodos, fins, motivos de determinada lei, o discurso ideológico que se constrata com tantos outros, disputas e mais disputas. Maravilhas, ou não, do governo democrático estão ai para se degustar. Vamos deixar claro as maldades, a oposição à moda brasileira.

O PT, partido que já fora dos trabalhadores, estimado por sua luta contra a corrupção. Anos de glória e auge, o partido do povo, ou da maioria e assim se fez. Lula no poder. Passam-se os anos, casos e mais casos de corrupção no antigo justiceiro do povo brasileiro. DEM e PSDB, antigos vilões começam sua jornada na nova empreitada, a oposição. Chegam no auge, o mensalão, porém está ai, ainda o governo dos “vermelhinhos” e conseguiram manter a tragetória de casos de escandalos, somem os ministros que “cairam” só em 2011.

Voltando um pouco, durante a jornada de oposição da direita, um deslize deixa em cheque a nova virtú. A corrupção no DEM de DF e outros desvaneios, não era apenas um lampejo, mas queriam eles que sim. Sem contar o despotismo em SP, ao mando de Kassab súdito de outros ai… e meu pobre Goiás, ao mando e desmando de um extremista de direita. Os danos à sociedade são claros, para todos, como o atual processo de fim da titularidade de professores, aplicação de mérito profissional à essa classe onde apenas o nome é bonito…

E agora?!

Derrubaram a fonte dos prazeres políticos, ou a cachoeira, sim é ele. Sem fonte, os pobres passarinhos não possuem onde beber, da água profana e proibida. Acabaram descobertos! Novamente a direita traz o que parece ser intríseco a qualquer partido político. A corrupção. DEM e PSDB, quase exclusivamente, do meu espoliado Goiás e vemos a augúria, do pobre senador que não pode “sangrar” com provas “pouco conclusivas”. Acabaram tomando do próprio remédio, vide 2011.

E agora?!

Para onde correr? Esquerda, da Dilma progressista que flerta com a direita conservadora, corrupta e sustentada por forças mercenárias que nunca estão satisfeitas, o que chama de base aliada. Direita, do liberalismo exacerbado, que se diz a nova defensora da justiça mas se corrompe do mesmo modo. Deveriamos então promover a elevação dessa moral política de cólera, chaga, o que mais se traduziria? Vamos eleitor, na direção do confronto legítimado pela manutenção da vida, do desenvolvimento, da liberdade e não nesse confronto de pastas, poder, apoio, verba.

 

 

Logo quando eu estava começando a gostar de ser o gato...

Cansei de ser o rato! Vamos trocar!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 3 de abril de 2012 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: