RSS

Medidas irresponsáveis

06 fev

Fevereiro mês de carnaval, começa bem agitado e com certeza cheio de surpresas. Quem estava prestes a comprar um veículo 0km no Brasil, não sabe contar tantos aumentos que ocorreram em pouco prazo de tempo, sem hipérbole, foram apenas dois. Aumento de IPI para importados fora do Mercosul e aumento para importados do México, acima do anterior.

É fato presente que, a indústria automotiva que se instalou no Brasil, já que não é nossa, abocanhou boa parte das vendas de automóveis por aqui mas também é fato que eles são defasados, caríssimos, carros com materiais baratos, sem equipamentos de segurança(ABS,EBD,AB…) e pelados, o que você paga aqui por um Gol G5 12, é altíssimo. Os importados apareceram em pouco tempo e começaram a dominar o mercado, começaram pelas classes acima, sedãns grandes, médio-grandes, utilitários e esportivos. O brasileiro gostou dos pacotes tecnológicos e com preço apreciável e eles começaram a descer, chegaram nos hatchs premium, sedãns grandes e despencaram nos sedãns e hatchs compactos, na zona dos defasados, estrelando o Gol que, ainda não mudou a plataforma.

Começaram a aparecer os déficits, no caso da Argentina, vimos atitudes irresponsáveis por sua parte, estavam perdendo em alguns setores da economia externa mas o superávit com os automoveis era superlativo. Deles importamos quase todos os veículos acima de R$40.000,00 (aproximadamente), levando em conta a ascenssão econômica do país, essa fatia só faz crescer. Implantamos um prazo de 30 dias para liberarem a entrada deles, aumentando a fila de espera por esses veículos. O outro déficit aparece com o México, de 1,7 bilhões, apenas no setor automobilístico.

O IPI para importados fora do Mercosul passou para 30% e para os do México, 35%. Em primeiro momento a ANFAVEA(Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores) parabenizou a atitude do governo, alegando que estariam protegendo a indústria nacional, principalmente os empregos mas com o aumento para o México, eles rejeiram a decisão, já que, eles são os maiores importadores de veículos fabricados por lá. Estranho…

A grande dúvida é: quando o Governo vai ter uma atitude responsável? Anteriormente, antes do governo de esquerda do PT, já haviam colocado a taxa de importados em patamares elevadíssimos, privilegiando as “4G” (VW, Ford, GM e FIAT). É preciso que deixar bem claro uma coisa, não é vantajoso importar, deveríamos fabricar por aqui mesmo mas com empresas nacionais, gerando empregos e pesquisas tecnológicas. Mas não se viu isso por aqui, até hoje não temos nossas empresas de automotores(China e Índia possuem)e não houve reforma tributária, fica complicado proteger a indústria “brasileira” se o seu câncer é o próprio governo.

Hoje vamos a mesma cena, impostos elevadíssimos e nenhuma reforma, sem investimentos na infraestrutura para escoamento, nada para promover a produção de tecnologias brasileiras nesse ramo. E convenhamos, não há como ter superávit em todos os ramos e nem deveríamos ter, deve existir uma igualdade, onde se perde aqui mas se ganha ali. Essa atitude mais parece de criança infantil, ganha várias vezes um jogo mas quando perde embirra e acaba com o jogo, pior é que o Mercosul só perde com essas atitudes, Argentina e Brasil dão aula de como a ferocidade do capitalismo pode arruinar a integração, o jogo em que todos querem ganhar, todos querem exportar mais que importar, ninguém quer perder. Não precisamos mais de Inglaterra ou EUA para barrar nossos acordos, já o fazemos sozinhos.

 

 

Péssimas notas no Latin NCAP

Péssimas notas no Latin NCAP

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 6 de fevereiro de 2012 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: