RSS

Protegendo o criminoso

21 set

Entra mês e sai mês, crise global, novamente quedas no sistema neoliberal e as oscilações nas bolsas de valores trazem terror para a população. Vivendo em uma país que defende não se decide o caminho, totalmente neoliberal ou em parte? Tais problemas e questões estão saturadas e não merecem citação, apenas resolução.

Ao decorrer desse mês houve o anúncio de Manteiga do aumento do IPI sobre véiculos importados, ao completamente ligado a economia, balança comercial e afins. O Brasil em si perde bilhões nessa balança desfavorável, principalmente com a Argentina, a gama de veículos que rodam sobre nosso solo é em maior parte importada e não produzido em solo tupiniquim. Mesmo montadoras com bastante tempo de mercado, evita produzi-los aqui e isso mostra que não se importam com o consumidor, que sofre o impacto indireto disso.

O prejuízo maior certamente será para quem não fabrica aqui, como as marcas mais novas, as coreanas e chinesas e são logo as que mais crescem no Brasil. A cada ano elas tomam mais o mercado e retiram uma quantidade das mãos das “4 grandes”. Logo pode se nascer indagações de que, houve lobby! Isso não pode-se afirmar equivocadamente, uma vez que, essas grandes também terão reajustes.

O discurso é dito como protecionista e é, porém, há um grande movimento ainda na internet, contra o preço abusivo dos veículos vendidos aqui, que são os mais caros do mundo. Elas produzem então carros com baixa tecnologia e segurança, vendem por preços abusivos e compramos esses carros. Mesmo com esses detalhes importantes ainda fica claro o benefício, realmente é uma proteção de mercado. Nosso mercado cresce a cada ano, compramos carros e mais carros, um dos maiores mercados do mundo e logo fica viável novas fábricas se instalarem aqui, ou não, lembre-se dos custos de produção dos Tigres Asiáticos que podem valer mais a pena.

Não se deve esquecer que as montadores que importam, também praticam altas taxas de lucro e isso as colocam no mesmo patamar das “4 grandes” abusando do consumidor que continua comprando os veículos.

Concluo que, a medida é inteiramente de proteção do mercado e isso é louvável sim, porém, os carros produzidos aqui são de pior qualidade e mais caros, os carros importados eram alternativas melhores de mais qualidade e melhor custo benefício. Com esse aumento fica mais difícil conseguir esse veículo de melhor qualidade e o consumidor fica mais pressionado a escolher o nacional, aquele. O que garante a continuidade dos preços de carros nacionais? Eles podem aumentar e aumentar a absurda taxa de lucro.

Caro leitor, certamente pode ter pensado nisso desde o ínicio do texto, porém, não citei isso. Sim, o consumidor é um dos males de tudo isso, o mesmo consumidor que compra o carro brasileiro caro e de má qualidade, também vota mal nas eleições. É a velha relação de autor e ator, nós somos os autores dos problemas [preços abusivos] que nos acercam, elas são atores de nossa condição criada. Isso só mudará com a pesquisa antes da compra e fim dos velhos dogmas ligados a veículos, sim coisas tão pequenas podem mudar totalmente o rumo da nossa industria automotiva para melhor.

 

 

Carro caro!

 

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 21 de setembro de 2011 em Discorra

 

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: