RSS

De como destruir um movimento.

15 ago

Protestos, rebeldia, anarquia, tudo ao mesmo tempo em uma pequena nação. No reinado glorioso, de tantas flores e amores, de tantas felicidades, em instantes vira praça de guerra, violência, ódio. O telhado neoliberal está caindo nestes “paraísos” e vemos um vigoros movimento em choque com o governo.

Alvo de tantas discussões, uns atiram pedras a eles, outros os amparam e o que realmente estão fazendo? Um movimento social contra o governo é louvável, estão exercendo seu papel como cidadãos e mostrando sua força, mostrando que são componentes do Leviatã. Mas como conseguir chamar a atenção de forma politicamente correta?

Em tese um grupo de manifestantes, dependendo do seu tamanho, é pouco para que consiga efetivar seu manifesto e então seria preciso que outros grupos aderissem a causa, assim deixando mais forte o movimento. Vemos que são jovens, a futura mão-de-obra da nação, desamparados pela falta de emprego e pelas políticas neoliberais. Mas no momento que usam como objeto de manifesto a destruição de bens de outros cidadãos, eles estão cavando a própria desgraça.

Como não? Vejamos bem, não são só eles os prejudicados pela política de relamento ao FMI e outras instituições mas no momento que depredeam os bens que dificilmente foram conseguidos pela população, estão se desvinculando dela. Até então teriam só o governo para degladiar mas agora vão ter os cidadãos revoltados com o próprio movimento de jovens revoltados. Duplos inimigos e um final trágico para este movimento.

Com uma dupla via na sociedade, é mais dificil que um corpo manifestante uniforme seja realmente efetivado e sim fica fragmentado e em alguns em guerra com os outros manifestantes. Na prática é o mesmo que, se na Guerra civil da China, as tropas nacionalistas e comunistas não tivessem se unido para combater a invasão japonesa e então esta nação estaria dominada pelo império niponico.

A falta de organização destes manifestantes só vai acarretar no próprio fim do movimento. Logo estarão entricheirados pelas forças do governo e por outros cidadãos que tiveram seus bens destruidos. Construindo um final vitorioso para o governo neoliberal na Inglaterra. Sim, continuem destruindo tudo como animais, estão fazendo tudo o que eles querem!

Um final de melhorias nas políticas sociais só vai ocorrer realmente, quando houver o sentimento recíproco de revolta e desprezo ao governo. A população possui a sua força, enquanto POVO, enquanto corpo único e unido, pronto para sair as ruas e protestar contra a corja que administra as devassas neoliberais. Sem pachorra, sem medo.

O que estaria dizendo Cameron agora? Eu acho que seria: “Eles aprenderam bem como se comportar como animais, vamos aumentar o teto para a educação, sim aquela educação que criamos…”

Será que eles realmente não sabem governar?

 

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em 15 de agosto de 2011 em Discorra

 

Tags: , ,

3 Respostas para “De como destruir um movimento.

  1. Rui Zilnet

    16 de agosto de 2011 at 8:45

    Fico um pouco espantado pela firmeza das afirmações sobre questões políticas, e ótima construção do texto, por um menino de apenas 16 anos. Parece que estou lendo artigo de antigo formador de opinião.

     
    • Hugo Borges de Oliveira.

      17 de agosto de 2011 at 7:18

      Muito obrigado mesmo, mas preciso melhorar muito, por exemplo, posto quase semanalmente.. falta um vocabulário mais diversificado, vai demorar muito para chegar aos pés dos grandes colunistas e cientistas políticos.

       
  2. Ingrid Beatriz

    23 de agosto de 2011 at 20:57

    Faço minhas as suas palavras, o Hugo sabe o que diz, talvez seja meio precoce 🙂 Quanto ao seu vocabulário, está ótimo! Mas devia postar todos os dias, nada de semanalmente, eu gosto mesmo daqui.

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: