RSS

Felicidade que engana, tristeza que mata.

15 jun

 

Existe um grande fenômeno chamado: alienação, que cria um campo propício para a dominação dos governados. É uma revolução dos meios de domínio político e tem que ser notado, não que seja benéfico. Maquiavel e Locke, que mostraram notório medo em relação aos governados se deslumbrariam com isto, não é certo aceitariam, já que Locke é liberalista e Maquiavel estava mais preocupado com a integridade do Estado, sem levar em conta o meio para se conseguir isto.

No Império Romano chegaram a fazer um dos primeiros meios de enganação, voltado para o povo, aos plebeus. Pão e Circo, comida e diversão, tudo de graça bancado pelo imperador, enquanto havia o mínimo de sobrevivência lá continuaram seguindo o imperador, mesmo em época da pax romana, tudo desmorou por causa da invasões bárbaras.

Atualmente os meios de alienação são incontáveis, o principal é a TV, sei que existe a Internet e blá blá blá, segundo o F/Nazca são 81,3 milhões de internautas no Brasil, e temos uma população de 190 milhões e agora leve em conta que uma TV com sinal aberto é bem mais acessível que um computador e pronto, temos o nosso maior meio de alienação, não só no Brasil.

Mas, porque falar sobre um assunto já discutido e que já sabemos o remédio a ser empregado? A verdade por de trás da alienação. Venho propor uma tese, fundamentada em pesquisas com pessoas proximas e por experiência própria. Após se libertar da alienação, você vêe o mundo com outro olhar e pode começar a criar certo repúdio a quem ainda está alienado, não que todos sejam assim. É como se tornar uma pessoa em estado desgovernável em meio a uma maioria de pessoas em estado governável, você é o maior medo do governo.

Levando em conta a natureza humana, repugnante, veremos que você não alienado vai engolir a cada dia, mais e mais desgostos em relação a tudo que te rodeia, porque? Porque você é uma minoria, as pessoas em estado desgovernável no dia-a-dia, em maioria dos casos, estão fragmentadas por vários cantos, estão separados e longe dos iguais mas perto dos antagônicos. Ou você recorre a velha alienação para ter meios de se socializar com que é diferente a você ou espera encontrar poucas pessoas iguais a você. Logo você cria duas faces, sua verdadeira e uma resgatada do seu passado e se contradiz consigo mesmo.

Felicidade que engana, tristeza que mata. Ou é se engana para ser feliz ou repara na realidade e cai em tristeza. Será que isso não é igual aos que os homossexuais sofrem? Isolados em cada canto, prontos para serem abatidos. Dualidade, convergência, será mesmo que eles estão perdendo? Será mesmo que você não alienado é tão ameaçador ao manipuladores? Sim, o domínio deles é grande depois de perseber que você era alienado, após chegar a um estágio avançado de lucidez você vê que este domínio é muito maior do que imaginará e que caistes em uma armadilha, encurralado.

Assunto que creio eu, seja complexo e de reflexão, críticas são imprescindíveis!

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 15 de junho de 2011 em Uncategorized

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: